GUAJARÁ-MIRIM - Trabalhadores em educação aprovam nota de repúdio contra autor de áudio na internet

Secretaria de Imprensa, 12/08/2016 10h27

 Imprimir    Comentar
 (Foto: Regional Mamoré) Ampliar imagem:  (Foto: Regional Mamoré)
Foto: Regional Mamoré

Em assembleia extraordinária realizada no dia 10, quarta-feira, os trabalhadores em educação municipais de Guajará-Mirim aprovaram nota de repúdio contra atitude do senhor Everaldo Rodrigues, presidente do Diretório Municipal do PT, que gravou e distribuiu áudio nas redes sociais desqualificando o trabalho dos professores.
A assembleia foi convocada pela Diretoria da Regional Mamoré com a seguinte pauta: informes gerais, informes sobre a reunião do FUNDEB, descumprimento do último acordo pela Prefeitura, ação em andamento na justiça, pagamento atrasado e outros.
A assembleia foi aberta pela diretora Regional, Marileth Soares Diniz. Ela discorreu acerca do áudio veiculado na internet, em que o presidente do Diretório Municipal do PT, Everaldo Rodrigues, faz um discurso desrespeitoso em relação aos trabalhadores em educação do Município.
Na oportunidade os trabalhadores em educação aprovaram, por unanimidade, a divulgação de uma nota de repúdio contra o líder partidário.
Em seguida a Diretora Regional relatou a sua participação na última reunião do Conselho do FUNDEB, quando solicitou cópias das atas das reuniões anteriores das quais não pode participar por estar lotada em sala de aula. Segundo ela o presidente do Conselho, Augustinho Medeiros, se negou a fornecer as atas dizendo que a conselheira não é professora municipal, no que foi prontamente contestado, pois, embora não seja professora municipal, Marileth Diniz foi eleita pela categoria para representá-la no Conselho. Além disso, as atas do Conselho do FUNDEB são documentos públicos e deveriam estar à disposição de todos os cidadãos, sem que houvesse a necessidade de pedir cópia.
A Diretora Regional do Sintero e conselheira do FUNDEB fez a solicitação por escrito e espera também uma resposta por escrito fornecendo ou negando as cópias das atas, para tomar as providências cabíveis.
Acerca dos atrasos no pagamento dos salários, a Prefeitura informou que não há previsão para regularização, e que o pagamento de julho será efetuado utilizando o repasse que está previsto sair no dia 30 de agosto.
Já em relação ao acordo da jornada ampliada, embora representantes do Sintero tivesse ajudado na elaboração do novo sistema, até hoje a secretária Municipal de Educação não enviou cópia dos documentos nem encaminhou nada para ser votado na Câmara Municipal.
Com relação à Comissão do Plano de Carreira, já foi enviado ofício solicitando que as reuniões sejam feitas em horário oposto ao à jornada de trabalho para possibilitar a participação dos representantes da categoria, já que na maioria das vezes as reuniões são realizadas sem convocação e sem que o Sintero fique sabendo. Sem a participação de representantes dos trabalhadores, as decisões tomadas ficam de acordo com a vontade do prefeito e muitas vezes contrárias aos interesses da categoria. 

VEJA A NOTA DE REPÚDIO APROVADA

NOTA DE REPÚDIO

Os trabalhadores em Educação Municipais de Guajará-Mirim, reunidos em Assembleia Geral Extraordinária, realizada no dia 10/08/2016, aprovaram nota de repúdio contra a atitude do senhor Everaldo Rodrigues, presidente do Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Guajará-Mirim, ao gravar e divulgar áudio nas redes sociais desqualificando o trabalho dos Profissionais da Educação deste Município, demonstrando total desrespeito e desconhecimento acerca da real situação pela qual estão passando os educadores.

Ao adotar tal comportamento, que não condiz com a postura adequada de um verdadeiro líder partidário que deveria representar e defender a classe trabalhadora, esse senhor não leva em conta o atraso de pagamento que os trabalhadores em educação municipais veem sofrendo há quase um ano.

Convém lembrar que as paralisações e greves realizadas pelos trabalhadores em educação visam tão somente cobrar da Prefeitura melhorias na Educação Municipal, a revogação do Decreto Nº 9.247/GAB.PREF/16 de 14 de janeiro de 2016 que reduzia os salários, a regulamentação do Piso Salarial 2015, o pagamento da folha em dia até o 5º dia útil, manutenção do salário dentro do mês trabalhado e melhores condições de trabalho.

Quanto aos altos salários que o senhor Everaldo diz que recebemos, informamos que a educação é a única categoria que se qualifica e forma todas as outras profissões. Se pararmos para refletir, é a categoria menos valorizada pelos nossos governantes, pois os nossos salários são os menores em relação aos salários dos outros servidores.

Diante do exposto, repudiamos veementemente a atitude do senhor Everaldo Rodrigues, presidente do Partido dos Trabalhadores, principalmente por ofender uma categoria que tem a responsabilidade de formar para a cidadania e que ajuda a construir um país com cidadãos cumpridores dos seus deveres e conscientes da necessidade de lutar por seus direitos.

comentários desta notícia

 

 
Enviar comentário

(A quantidade máxima é de 400 caracteres para seu comentário) Restam 400 caracteres

Ao enviar seu comentário você aceita o termo de conduta dos comentários.

Rua Rui Barbosa n. 713, bairro, Arigolandia – Porto Velho-RO, CEP: 76801-010
Fones:( 69) - 3217-3350/ 3217-3348/3353 – Fax: 3224-7798/3217-3351.
Fundado em 25 e 26 fevereiro de 1989 – CNPJ n. 34.476.176/0001-36 -476.176/0001-36.
Regionais: Apidiá; Café; Centro I; Centro II; Cone Sul; Da Mata; Estanho; Guaporé; Mamoré; Norte; Rio Machado;
   © 2017 Todos os direitos estão reservados | GUAJARÁ-MIRIM - Trabalhadores em educação aprovam nota de repúdio contra autor de áudio na internet - SINTERO - Regional Mamoré |