Governo do estado quer aumentar o desconto da contribuição previdenciária dos servidores - SINTERO - Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Rondônia |

Governo do estado quer aumentar o desconto da contribuição previdenciária dos servidores

O governo não explicou nada, não esclareceu nada, e simplesmente mandou a conta para os servidores.

Secretaria de Imprensa, 13/12/2016 17h19

 Imprimir    Comentar
 (Foto: Ilustração) Ampliar imagem:  (Foto: Ilustração)
Foto: Ilustração

Seguindo a mesma linha do governo Michel Temer, o governo de Rondônia quer jogar para os servidores a conta da previdência social e já enviou para a Assembleia Legislativa um projeto de lei complementar aumentando o desconto previdendiário dos servidores públicos.

Através da mensagem nº 243/2016, o governo enviou à ALE um Projeto de Lei Complementar estabelecendo um aumento gradativo da contribuição previdenciária dos servidores, que hoje é de 11%, para 12% em 2017, 13% em 2018 e 14% em 2019. 

Enquanto prevê um aumento do desconto dos servidores de 1% ao ano, gradativamente, o projeto estabelece que o aumento da contrapartida do governo, que hoje é de 12%, aumente 0,5% ao ano, sendo 12,5% em 2017, 13,5% em 2018 e 14,5% em 2019.

A Direção do Sintero não concorda com esse aumento e já iniciou uma mobilização com os demais sindicatos para pedir aos deputados que não votem nada contra os servidores.

O Sintero considerou estranho o fato de o projeto ter sido enviado ao Legislativo para ser votado rapidamente às vésperas do recesso legislativo. O PLC não foi acompanhado de qualquer justificativa ou explicação para necessidade de majoração do desconto. Da mesma forma, o sindicato estranhou a falta de transparência, pois o estado deveria expor os dados sobre a arrecadação da contribuição previdenciária e o impacto que esse aumento causaria.

Na manhã desta terça-feira, dia 13/12/2016, a direção do Sintero se reuniu com parlamentares e protocolou no gabinete do presidente da ALE, deputado estadual Maurão de Carvalho, um ofício, solicitando que o projeto não seja votado até a conclusão do debate sobre a reforma da previdência.

Oficio encaminhado ao presidente da assembleia legislativa/RO (Foto: Secretaria de imprensa)
Oficio encaminhado ao presidente da assembleia legislativa/RO (Foto: Secretaria de imprensa)

 

Esse movimento, iniciado pelo Sintero, já tem o apoio e o engajamento de outros sindicatos de servidores públicos estaduais, que também deverão procurar a Assembleia Legislativa para pedir que o PLC não seja votado, por enquanto. 

Para o presidente do Sintero, Manoel Rodrigues da Silva, o servidor público, já bastante prejudicado nas questões salariais, não pode ser chamado para pagar essa conta previdenciária. “O governo não explicou nada, não esclareceu nada, e simplesmente mandou a conta para os servidores. Se há problemas ou algum déficit no Iperon, essa conta não é nossa. Por isso é injusto fazer os trabalhadores arcarem com um eventual prejuízo”, disse.

CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA ACESSAR O PLC NA ÍNTEGRA:

http://www.sintero.org.br/arquivos/CONTRIBUIO_PREVIDENCIRIA_1.pdf

comentários desta notícia

De: Terezinha Ruella Carvalho às 13/12/2016 18h01
"Quanta falta de bom senso com os funcionários público, com salário tão defasado como esta e ainda querem aumentar o desconto. Isso é muito injusto com a classe trabalhadora..., Obrigada SINTERO por lutar ao nosso favor!

De: Ronilda Pereira do Nascimento às 14/12/2016 10h09
"Meu Deus tenha piedade de nós, pobres servidores; o sálario base não tem reajuste nunca mais os descontos só está aumentando; onde isto vai parar. Será quando zerar os nossos sálarios?

De: roseli xavier de oliveira às 14/12/2016 15h09
"em que lei esses governos andam se baseando? eles gastam sem limete e nós pagamos.realmente e o fim.

De: Professor Alfredo às 14/12/2016 16h31
"KKKKKKKKKKKKKKKKKK

De: Antonio Luiz às 14/12/2016 16h33
"A aprovação dessas medidas são uma condição que o governo federal impôs para Rondônia receber parte da grana da repatriação. E Confúcio caiu por cima!

De: aparecida lemos às 15/12/2016 07h50
"Penso que deveriam era diminuir esse desconto porque já é um absurdo e querem é aumentar mais. Logo os descontos serão maiores do que o valor líquido que recebemos. Estão fazendo o que querem, votam e decidem às escondidas ,tirando os poucos direitos que ainda temos.

De: Amauri Leal às 15/12/2016 12h40
"Greve geral e por tempo indeterminado! Quem esse tirano pensa que é, pra cometer tantos desmandos com os servidores públicos? Acaso ele se esqueceu que TAMBÉM É SERVIDOR, que não vivemos uma monarquia e logo, logo ele terá que nos pedir bênção novamente? Esqueceu que os servidores públicos representam uma grande parcela da economia do Estado, está se auto destruindo com perseguições e birrinhas!

Comente você também essa notícia

 

*O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do usuário que forneceu e não exprime opinião do sindicato.

 

 
Enviar comentário

(A quantidade máxima é de 400 caracteres para seu comentário) Restam 400 caracteres

Ao enviar seu comentário você aceita o termo de conduta dos comentários.

Rua Rui Barbosa n. 713, bairro, Arigolandia – Porto Velho-RO, CEP: 76801-010
Fones:( 69) - 3217-3350/ 3217-3348/3353 – Fax: 3224-7798/3217-3351.
Fundado em 25 e 26 fevereiro de 1989 – CNPJ n. 34.476.176/0001-36 -476.176/0001-36.
Regionais: Apidiá; Café; Centro I; Centro II; Cone Sul; Da Mata; Estanho; Guaporé; Mamoré; Norte; Rio Machado;
   © 2017 Todos os direitos estão reservados | Governo do estado quer aumentar o desconto da contribuição previdenciária dos servidores - SINTERO - Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Rondônia |