Voltar 17 de Maio de 2018

Sintero alerta servidores para o surgimento de aproveitadores prometendo transposição


O Sintero alerta aos servidores estaduais contratados até 31/12/1991 para que não acreditem em promessas milagrosas de transposição, pois somente através de muita luta e dos meios legais é que conquistaremos o direito dos servidores de serem transpostos para o quadro da União.

Aproveitando-se da fragilidade dos servidores e da ansiedade de muitos pela transferência para a folha da União, pessoas mal intencionadas e supostas associações estão abordando principalmente os que foram contratados de 16/03/1987 a 31/12/1991 com a falsa promessa de novas emendas para transpor esses servidores.

Mas o golpe é identificado imediatamente quando essas pessoas ou associações pedem dinheiro adiantado dos servidores para, supostamente, lutar pela transposição.

Essas mesmas pessoas e associações estão divulgando mentiras na tentativa de desacreditar a luta do Sintero pela transposição, que já dura mais de 14 anos.

Não é verdade que o Sintero teria abandonado a luta pela transposição com medo de perder arrecadação. O Sintero é uma das maiores entidades sindicais de Rondônia, uma das mais combativas, com quase 30 anos de luta, e transpor para União todos que têm direito seria uma das maiores vitórias do sindicato.

Além disso, a filiação ao Sintero é voluntária, é um ato de vontade do servidor, mesmo depois de passar para o quadro federal, pois o Sindicato dos Trabalhadores em Educação congrega os municipais, os estaduais e os federais do ex-Território.

Portanto, mesmo depois de passar para o quadro federal, os servidores podem se manter filiados ao Sintero para continuar usufruindo da luta, dos convênios, dos serviços, dos eventos, e das ações judiciais, como a ação da isonomia, que está pagando o maior precatório do país.

A luta pelos direitos dos servidores não termina com a transposição, pois, uma vez no quadro federal, ainda contarão com o Sintero para garantir os direitos de servidores federais do ex-Território.

A Diretoria do Sintero reafirma o compromisso de lutar pela transposição para todos os trabalhadores em educação alcançados pela Emenda 60, sem cobrar nada por isso, diferente dos aproveitadores, cujo único objetivo é ludibriar os servidores para obter lucro.

A transposição por via administrativa está acontecendo, e para os que têm o requerimento indeferido pelo governo federal, o Sintero já entrou com ação judicial, pois a Diretoria não considera justo nem honesto prometer novas emendas para resolver a situação.

Os servidores que forem abordados pelos aproveitadores e tiverem qualquer dúvida, podem procurar o Sintero para obter as informações e as orientações necessárias, sem que tenha que pagar por isso.


Deixe um Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

CNTE
Educação Pública EU APOIO
CUT
FNDE