Voltar 12 de Setembro de 2020

Sintero pede apoio e mais envolvimento da bancada federal de Rondônia para que a Transposição avance


Compromisso, atuação e mais envolvimento da bancada federal são os pedidos do Sintero e dos trabalhadores em educação de Rondônia, que esperam para serem beneficiados com a Transposição. O processo que se arrasta há anos, teve andamento nulo neste ano de 2020. Entre as justificas frequentemente utilizadas, como a falta de pessoal para analisar os processos, a pandemia da Covid-19 foi adicionada como mais um dos empecilhos que dificultam que esta luta tenha um término. Em contrapartida, não se nota grande movimentação por parte dos parlamentares de Rondônia em resolver ou agilizar a questão.

Reiterando o ofício nº 152/2020, encaminhado no dia 05 de junho de 2020, o Sintero reforçou o pedido para que bancada federal acompanhe de perto e fique vigilante nas ações que envolvem os servidores do Estado, principalmente, nas situações que se referem aos servidores indeferidos pela escolaridade, servidores aposentados e pensionistas. Além dos servidores que fizeram concurso para cargo diferente e os servidores contratados após 15/03/1987 até dezembro de 1991.

No dia 12 de fevereiro de 2020, em reunião com representantes do Ministério da Economia, Comissão Especial dos Ex-Territórios (CEEXT), Advocacia Geral da União, representante do Governo de Rondônia, bancada federal e representantes sindicais, ficou acertado de que seria emitido um parecer da Conjur que detalharia a situação dos aposentados e pensionistas. Porém, desde então, este documento não foi divulgado. Em contrapartida os servidores considerados "leigos" tiveram seu pedido recusado, mesmo havendo amparo na legislação da época que regulamente o direito à Transposição desses servidores.

A cada ano que passa, as pendências em relação ao Estado de Rondônia aumentam e os servidores perdem a esperança de que serão incluídos no quadro em extinção da administração federal. Enquanto isso, os Estados de Amapá e Roraima conseguem avançar por ter o apoio político que o assunto necessita.

O Sintero ressalta a importância da Transposição para a economia do Estado, que passaria a poupar milhões na folha de pagamento dos servidores, podendo esse montante ser investido em valorização salarial dos profissionais em educação. No entanto, enquanto a questão permanecer sendo ignorada pela bancada federal, não haverá justiça pelo reconhecimento dos profissionais que dedicaram sua vida ao desenvolvimento do Estado.

O Sintero organizará uma campanha virtual em favor da Transposição em suas redes sociais e conclama os servidores a participarem curtindo, compartilhando as publicações e marcando os deputados federais e senadores de Rondônia, para que saiam da inércia e atuem em favor do direito dos rondonienses em Brasília.

Para a Transposição avançar, a bancada federal tem que pressionar!


7 Comentários

  • Selma Jesus de souza
    16 de Setembro de 2020

    Estes políticos depois que ganha a política com o voto do povo eles esquecem que precisa trabalhar pelo povo,mais só pra lembrar que vem a nova política e quem sabe eles poderão precisar do voto novamente, aí vai ser a hora de boicotar estes canalhas salafrarios.

  • Marilda Pires da.Silva
    16 de Setembro de 2020

    E muito bom saber que alguém está lutando agora nosso favor quem sabe agora a gente consegue

  • Jose Alcides Da Silva
    15 de Setembro de 2020

    O trenzinho da alegria ja viro foi tristesa

  • Arlete Maia de oliveira
    15 de Setembro de 2020

    Acredito que não é conveniente a estes deputados e senadores a ir a plenária ou onde quer seja para lutar em favor de quem já deu sua juventude e hoje se encontra muitas vezes doentes com uma aposentadoria que é uma vergonha e que tem que escolher entre pagar um plano de saúde também péssimo ou comprar alimento, Eu pergunto quanto vale uma viagem de avião pra um destes senhores? Isto é vergonhoso

  • Maria das graças Campos
    15 de Setembro de 2020

    Se depender destes FDP nunca sairemos de onde estamos!! Eles só querem ganhar dinheiro sem fazer nada e ainda tem o voto dos idiotas nas eleições, e os idiotas não se tocam!!! Ou "povinho" burroooooo!!! Affff

  • Luzia da Conceição Alves
    14 de Setembro de 2020

    Os represenrantes do Estado de Rondônia, só se lembrarão que foram eleitos para nos representar, quando for época de reeleição! Essas pragas já incutiram na cabeça, que só servimos para votar neles !

  • gelson de medeiros
    14 de Setembro de 2020

    Certíssimo, o que nos falta de verdade é representação política de peso. Pois Amapá e Roraima estão muito na frente, com conquistas muito mais significativa graças a Romero Jucá , Randolfe Rodrigues e outros.

Deixe um Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

CNTE
Educação Pública EU APOIO
CUT
FNDE