Voltar 18 de Janeiro de 2021

TRANSPOSIÇÃO – Comissão dos Ex-Territórios divulga a primeira ata de 2021 com a análise e julgamento de 122 processos


A Comissão Especial dos Ex-Territórios Federais de Rondônia, do Amapá e de Roraima divulgou a ata da primeira reunião de 2021, realizada na sexta-feira, dia 15 de janeiro, com o resultado da análise e julgamento de 122 processos de requerimentos de transposição.

Essa reunião foi da 1ª Câmara de Julgamento, e foi realizada excepcionalmente de forma virtual, em razão da pandemia do COVID-19. Conduzida pelo presidente da CEEXT, Jâmison França Vieira, a reunião teve a presença dos membros da 1ª Câmara de Julgamento, Amauri de Azevedo Neri e Angelo Saraiva Donga.

Foram analisados e julgados 122 (cento e vinte e dois) requerimentos oriundos do Estado de Rondônia, nos termos da Portaria nº 8.382, de 31 de outubro de 2019.

Ao clicar no link abaixo, os interessados têm acesso à integra da Ata.

A presidente do Sintero, Lionilda Simão, reafirmou o compromisso do sindicato de lutar pelos direitos dos servidores à transposição. Segundo ela, o êxito na luta já foi conquistado para muitos servidores, mas muitos outros ainda aguardam ansiosamente pelo dia em que serão incluídos na folha da União. “A nossa luta pela transposição só vai acabar quando o último servidor estiver enquadrado no seu cargo, na sua função, recebendo o salário justo, fazendo, assim, justiça com aqueles que vieram desbravar esta região quando ainda era inóspita. Aqueles que vieram servir ao público quando ninguém queria vir enfrentar as dificuldades da época”, disse a presidente do Sintero.

 

VEJA A ATA CEEXT N° 01/2021 – 1ª CÂMARA DE JULGAMENTO


1 Comentários

  • maria emilia brito lima
    22 de Janeiro de 2021

    so quero saber sobre transposição dos servidores da prefeitura de Porto Vleho/Ro, a onde eu possa ir me informar, foi mando os documentos para SAPE. COMO EU POSSO SABER SE ESTA RESOLVIDO A SITUAÇÃO DA MINHA CUNHADA.

Deixe um Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

CNTE
Educação Pública EU APOIO
CUT
FNDE