Voltar 10 de Janeiro de 2018

TRANSPOSIÇÃO: o que muda para Rondônia com a MP 817?


O Sintero encaminhou ofícios à deputada federal Marinha Raupp e aos demais deputados federais e senadores, integrantes da bancada federal de Rondônia, solicitando uma reunião com a finalidade de esclarecer os termos da Medida Provisória nº 817, que regulamenta as Emendas Constitucionais da transposição.

O ofício à deputada federal Marinha Raupp se deve ao fato de que foi a parlamentar e o senador Valdir Raupp que anunciaram a inclusão de Rondônia na Medida Provisória que até então regulamentava apenas a transposição de Roraima e do Amapá.

E aos demais integrantes da bancada federal, através do coordenador, deputado Nilton Capixaba, o Sintero solicita que seja agendada uma reunião para discutir o andamento da transposição.

A presidente do Sintero, Lionilda Simão, reiterou o compromisso do sindicato com a luta em defesa de todos os servidores alcançados pela Emenda Constitucional nº 60, seja com orientações e apoio àqueles que tiveram deferido o requerimento da transposição, seja com as ações judiciais em favor daqueles que tiveram o requerimento indeferido.

Aos que tiveram o requerimento deferido, o Sintero cobra agilidade na conclusão dos processos e na transferência dos servidores para a folha do governo federal.

Além disso, o Sintero luta na Justiça para garantir o direito à transposição para os servidores contratados até 31 de dezembro de 1991, aos aposentados e pensionistas, àqueles aposentados que foram retirados da folha da União através de liminar, bem como aos que fizeram concurso ou mudaram de cargo sem deixar o governo.

“Queremos que o governo federal dê aos servidores de Rondônia os mesmos direitos concedidos aos servidores de Roraima e do Amapá”, disse Lionilda Simão.


1 Comentários

  • Ronilda Pereira do Nascimento
    12 de Janeiro de 2018

    Estamos esperando que alguem se lembre de nós servidores contratados até dezembro de 1991, pois todo mundo falou e falou e não ouvi nada sobre nós. Por favor lembra destes servidores também.Um forte abraço.

    Sintero
    Resposta do Sintero
    15 de Janeiro de 2018

    O Sintero nunca esqueceu. As ações judiciais estão tramitando.

Deixe um Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

CNTE
Educação Pública EU APOIO
CUT
FNDE