Voltar 19 de Fevereiro de 2016

REGIONAL DA MATA- Trabalhadores em educação Rejeitam por unanimidade o projeto de alteração da 680


ASSEMBLEIA DA REGIONAL DA MATA

Reunidos em assembleias  ontem (17/02)  os trabalhadores em educação estaduais da Regional da Mata rejeitaram a proposta do governo, apresentada através de Projeto de Lei, para reformular a Lei Complementar nº 680/2012, a Lei do Plano de Carreira da Educação.

Alguns dos pontos mais polêmicos da proposta do governo versavam sobre a terceirização dos serviços de merenda, limpeza e manutenção das escolas, e sobre a criação de uma gratificação para professores em sala de aula, incluindo os profissionais que atuam nas Salas de Recursos e excluindo os professores do 1º e 2º anos do Ensino Fundamental, do CBA e CAA, das salas de ensino especial e os que estiverem em qualquer tipo de licença.

Outro ponto que gerou polêmica foi a proposta de alteração do módulo aula, em que passaria de 27 aulas de 60 minutos para 32 aulas de 48, porém, na prática ficariam com 45 minutos, sendo que os 3 minutos a mais de cada aula seriam considerados como intervalo/recreio assistido.

Durante as assembléias os trabalhadores em educação sugeriram uma paralisação por 3 dias. O diretor da regional Raimundo disse que a CNTE ja esta com uma campanha de paralisação de 3 dia agora para o mes de março, sendo 15,16 e 17 e que será respeiatdo o calendario. No final, a grande maioria votou pela rejeição ao Projeto de Lei.

REGIONAL DA MATA

Total de servidores    467
Votos contra o PL      467
Votos a favor do PL    00
Abstenções 00

Fonte: Assessoria



Deixe um Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

CNTE
Educação Pública EU APOIO
CUT
FNDE